Para que uma Instituição visualize a sua agenda de recebíveis no Asaas, ela precisará da sua autorização, pois esses dados não são públicos.

Autorização para visualizar recebíveis

O mercado chama essa autorização de Opt-in. O Opt-in poderá ser de um pedaço da sua agenda ou ela de forma completa.

Exemplo: você possui três cobranças recebíveis no Asaas em que o seu cliente já confirmou o pagamento no cartão de crédito:

  • Recebível A - Bandeira Visa - Data de compensação em 22/04/2022;

  • Recebível B - Bandeira Mastercard - Data de compensação em 18/04/2022;

  • Recebível C - Bandeira Visa - Data de compensação em 23/04/2022.

Você possui uma conta no Banco ABC. Este banco pode solicitar autorização para visualizar a sua agenda de recebíveis, que no exemplo, seria seu recebível A, B e C. Para solicitar a autorização o banco pode mandar uma mensagem, como essa do exemplo abaixo:


“Ao clicar em prosseguir você autoriza o banco ABC a obter informações da sua agenda de recebíveis independente da bandeira de todas as credenciadoras, subcredenciadoras e instituições financeiras”.


E este é o Opt-in, uma vez que você “avançar” você autorizou o banco ABC, do exemplo, visualizar seus recebíveis, e assim ofertar antecipações e empréstimos usando como garantia estes recebíveis.


Uma vez que for estabelecido empréstimo, antecipação ou outros serviços, o banco ABC pode utilizar recebíveis do Asaas como garantia, e esses recebíveis ficam reservados e vinculados ao contrato estabelecido entre o banco ABC e o cliente, de acordo com a regulamentação do Bacen.

Observação: a instituição que origina o recebível tem, por padrão, acesso a sua agenda.

Avalie este artigo nos emojis abaixo. Ajude a entender como estamos nos saindo!

Encontrou sua resposta?