A cobrança extrajudicial é uma ferramenta disponibilizada por nosso sistema e que hoje é realizada entre e o Asaas e uma empresa parceira especializada e com mais de 25 anos de experiência no ramo de cobrança e recuperação de recebíveis.

Ao habilitar a recuperação de recebíveis em uma cobrança, você precisará fornecer maiores informações sobre o título, como por exemplo, descrever exatamente o que está sendo cobrado. Por exemplo:

“Duas mesas com 8 cadeiras solicitadas via encomenda no dia 01/05/2018”

Lembre-se também, de manter todos os dados do seu cliente, como nome completo, e-mail e telefone de contato sempre atualizados, assim, você facilita e aumenta as chances de sucesso na recuperação do seu título.

A partir do momento em que a cobrança é enviada para recuperação, a empresa responsável executará todos os trâmites de cobrança, via telefone, e-mail, SMS, e qualquer outra forma disponível, durante um prazo de 180 dias corridos.

O acompanhamento da recuperação pode ser feito pelo seu sistema, através do menu "Recuperação.

A empresa poderá oferecer formas facilitadas para que seu cliente realize o pagamento da dívida, como por exemplo, o parcelamento da mesma.

Caso o mesmo opte por pagar de forma parcelada, todas as informações sobre o parcelamento e a quantidade de parcelas poderão ser visualizados dentro da Cobrança, no menu "Recuperação". 

Se a cobrança for recuperada com sucesso, é cobrado uma taxa sobre esse título. Assim que o título é recuperado você recebe 80% do valor da cobrança, e o restante (20%), é o valor da taxa cobrada pelo serviço.

Caso não haja sucesso na recuperação após 180 dias, a recuperação é automaticamente cancelada, sem custos.

No processo da recuperação, solicitamos algumas informações e documentos para nosso auxílio, por isso quaisquer informações e documentos extras que podem ser informados junto, que podem agilizar o processo da recuperação. Listamos alguns abaixo que podem ser enviados.

Nome Fantasia: Como seu cliente conhece a sua empresa? Por exemplo: nome na fachada da sua loja/empresa, a forma que você se apresenta ao telefone ou cartão de visita.

Comprovante da dívida: nota fiscal ou contrato do serviço que você prestou ao seu cliente. Em muitos casos seu cliente pode alegar que não recebeu a mercadoria ou serviço, por isso é importante guardar os comprovantes de entrega como canhoto de nota fiscal ou termo de aceite também. Anexe tudo que puder.

Data do vencimento original: Desde quando seu cliente começou a atrasar o pagamento (coloque a data do primeiro atraso).

Por que é importante essa data original da dívida? Porque o seu cliente certamente perguntará desde quando está devendo.

Dívida total ou parcial?

  • · Dívida total: Seu cliente nunca pagou nenhum valor, nenhuma parcela.
  • · Dívida parcial: Seu cliente já pagou uma parte e agora você irá cobrar apenas o saldo.

Descreva o produto/serviço que será cobrado: Descreva com o maior detalhamento possível a dívida que devemos cobrar, qual é o produto/serviço, qual é a parcela que ele está devendo. Se você possui os nomes de quem foi o vendedor e seu cliente também nos auxilia.

Dica: leia novamente suas informações e faça uma critica, você pagaria alguma divida com essas informações? Lembre-se, precisamos demonstrar credibilidade no momento da cobrança, ou seja, precisamos entender o seu negócio.

Dados do seu cliente: Quanto mais dados do seu cliente melhor, endereço completo, telefones (principalmente celulares) e e-mail.

Taxa de contrato: Toda vez que acionarmos o seu cliente devedor e ele procurar você e você aceitar o pagamento iremos faturar uma taxa de serviço sobre o valor do titulo = 20%.

Encontrou sua resposta?